A Origem da Páscoa

A Origem da Páscoa

 - O Cordeiro da Páscoa
Você está aqui: Jesus Cristo >> A Origem da Páscoa

A Origem da Páscoa – Um evento único
A origem da Páscoa, como um feriado cristão, pode ser encontrada nas páginas das Escrituras. Mateus, Marcos, Lucas e João, todos discípulos de Jesus, oferecem suas narrativas exclusivas como testemunhas oculares da crucificação e ressurreição de Jesus Cristo. É esse evento culminante do Cristianismo que celebramos no Domingo de Páscoa todo ano.

A Origem da Páscoa – A ressurreição de Jesus Cristo
A origem da Páscoa na verdade começou como parte da Páscoa judaica, quando Cristo foi crucificado e ressuscitou durante a semana de Páscoa. Os cristãos acreditam que Cristo seja, na verdade, o Cordeiro da Páscoa mencionado no livro de Êxodo, pois Ele tornou-se o perfeito sacrifício pelos pecados da humanidade. Os judeus que escolheram seguir a Cristo honraram esse dia nos anos seguintes, mas à medida que o Cristianismo se espalhou pelas nações ímpias, a celebração da Páscoa foi gradualmente combinada com tradições pagãs. As celebrações de hoje em dia são o resultado dessa influência. Ao mesmo tempo, a Páscoa é geralmente o único dia em que muitas pessoas vão à igreja e são apresentadas às boas novas da salvação de Jesus Cristo.

A Origem da Páscoa – Cristo revelado na Páscoa Judaica
A origem da Páscoa está relacionada com a cerimônia da Páscoa judaica no Antigo Testamento. Estudiosos cristãos acreditam que o Antigo Testamento seja Cristo oculto, enquanto que o Novo Testamento seja Cristo revelado. Vamos examinar os elementos da Páscoa à luz da vida de Cristo. Por tradição, o cordeiro a ser sacrificado durante a páscoa era escolhido quatro dias antes do sacrifício. Jesus teve sua entrada em Jerusalém quatro dias antes de ser crucificado. O cordeiro geralmente era morto às 3 horas da tarde durante a Páscoa. Jesus falou as palavras "está consumado" e morreu na cruz às 3 horas (esse momento é conhecido como a sexta-feira da paixão, mas muitos estudiosos bíblicos acreditam que a crucificação ocorreu em uma quarta-feira ou quinta-feira). A Festa dos Pães Ázimos começava ao pôr-do-sol. Um dos sacrifícios envolvia a Oferta dos Cereais, representando os primeiros frutos da colheita. Jesus, de acordo com o Apóstolo Paulo, tornou-se a primícia dos que ressuscitaram dos mortos (1 Coríntios 15:20). Durante a ceia da Páscoa, três matzás (pães ázimos) eram colocados juntos. Os cristãos enxergam esses três matzás como representantes do Pai, Filho e Espírito Santo. O matzá do meio é quebrado, como Cristo disse na Última Ceia: "Isto é o meu corpo que é por vós". O matzá do meio também é quebrado e perfurado, assim como Jesus durante Sua crucificação e assim como profetizado em Isaías 53:5, Salmo 22:16 e Zacarias 12:10. Esse matzá é então coberto com um pano branco e escondido, assim como Cristo foi coberto com um pano e colocado no túmulo.

A Origem da Páscoa – As narrativas bíblicas
A Páscoa (também conhecida como o Dia da Ressurreição) é o evento sobre o qual a fé Cristã se estabelece. Paulo, uma vez um líder judeu hostil aos cristãos, converteu-se quando teve um encontro com Jesus na Estrada de Damasco (Atos 9). Como uma testemunha ocular de Cristo, Paulo deixou bem claro que sem a ressurreição, não há qualquer base para a fé Cristã: Ora, se prega que Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, como dizem alguns entre vós que não há ressurreição de mortos?Mas se não há ressurreição de mortos, também Cristo não foi ressuscitado. E, se Cristo não foi ressuscitado, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé. (1 Coríntios 15:12-29) Quando Cristo nasceu, Ele realizou várias profecias do Antigo Testamento sobre o Messias. Durante o tempo da crucificação, ressurreição e ascensão, Ele cumpriu mais de 300 profecias. Esses números já são por si só uma evidência incrível de que Jesus Cristo era o Messias prometido. É por um bom motivo que os cristãos consideram a Páscoa como um evento muito especial. Durante a igreja primitiva, a maioria dos cristãos eram judeus convertidos. Porque Cristo foi crucificado e ressuscitou durante a época da Páscoa, a celebração judaica da ressurreição de Cristo acontecia durante a celebração anual de sua libertação da escravidão no Egito. Judeus cristãos (também conhecidos como Judeus Messiânicos) consideram a Páscoa como um símbolo de quando Cristo libertou da penalidade do pecado (através de Sua morte na cruz) e da morte (através de Sua ressurreição dos mortos) todos os que creem.

A Origem da Páscoa – O que a Ressurreição significa para você?
Origem da Páscoa? Pode um homem que clama ser Deus e então ressuscita dos mortos ser Deus em forma humana? Ele é alguém que você deva seguir? C.S. Lewis se fez essas três perguntas e concluiu que há apenas três possibilidades. Jesus Cristo clamava ser Deus. Portanto, dizer que Ele era apenas um "bom homem" ou "bom mestre" é chamá-lO de mentiroso. Qualquer pessoa sensata que afirma ser Deus, mas não é, acaba sendo um maluco – um lunático! Se Cristo não era um mentiroso ou lunático, então há apenas uma conclusão possível – Ele tem que ser o Senhor! Se Ele é o Senhor, o que o dia da Ressurreição significa para você?

Aprenda mais agora!


Gostou dessa informação? Ajude-nos ao compartilhar esse artigo com outras pessoas usando os botões dos sites sociais abaixo. O que é isso?




Siga-nos:




English  
Social Media
Siga-nos:

Compartilhar:


Jesus é Deus?

A origem da Páscoa
Jesus O Bom Pastor
Túmulo de Jesus
Origem da Páscoa
Nomes de Jesus
A Origem do Natal
Quem é Jesus?
O que Jesus faria?
A Origem do Natal
Conteúdo adicional ...

Deus existe cientificamente?
Deus existe filosoficamente?
A Bíblia é a verdade?
Quem é Deus?
Por que a fé cristã?
Como posso crescer com Deus?
Assuntos populares
Desafios da vida
Recuperação
 
 
 
Pesquisar
 
Add A Origem da Páscoa to My Google!
Add A Origem da Páscoa to My Yahoo!
XML Feed: A Origem da Páscoa
Jesus Cristo Página principal | Sobre nós | Perguntas Frequentes | Mapa do Site
Copyright © 2002 - 2014 AllAboutJesusChrist.org, Todos os direitos reservados.