Tudo Sobre Jesus Cristo Old nail cross - Tudo Sobre Jesus Cristo Bandeira

A Ressurreição de Cristo


A Ressurreição de Cristo – Estabelecendo a Importância
A ressurreição de Cristo é a parte principal da fé cristã - o acontecimento histórico sobre o qual a doutrina cristã se firma ou cai. O apóstolo Paulo deixa isso claro em sua primeira carta aos Coríntios: "E, se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé. Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens"(1 Coríntios 15:13-14,19).

De fato, o Novo Testamento insiste que a crença na ressurreição corporal de Cristo é uma condição necessária da fé cristã - que ninguém pode ser salvo longe dessa crença. Esta insistência é encontrada em versos como Romanos 10:9: "Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo."

A importância da ressurreição de Cristo é demonstrada também na frequência e entusiasmo com que era pregada à medida que a igreja primitiva crescia (por exemplo, Atos 2:31, 4:33, 17:18, 26:23). Quase todo testemunho público do Evangelho aponta para a ressurreição de Cristo como a esperança de salvação para todos os que desejam ser salvos.


A Ressurreição de Cristo – Simplificando o Assunto
A crença individual na ressurreição de Cristo (ou sua ausência) pode geralmente ser resumida nas respostas a três perguntas:

  • Será que realmente Cristo morreu na Cruz? Em primeiro lugar, a ressurreição de Cristo é claramente impossível se ele não morreu.
  • Se Cristo morreu na cruz, o túmulo realmente apareceu vazio? Novamente, a questão aqui é óbvia - sem um túmulo vazio, o conceito da ressurreição não pode se desenvolver.
  • Se o túmulo estava vazio, como é que sabemos que a ressurreição de Cristo foi o motivo? Houve alguma aparição pós-ressurreição? Se puder ser demonstrado que Cristo morreu e foi colocado em um túmulo que apareceu vazio, é razoável esperar algum tipo de farsa - a menos, claro, que Jesus tenha aparecido a indivíduos ou grupos de indivíduos após o túmulo vazio ter sido descoberto.


A Ressurreição de Cristo – A Defesa
Será que Cristo realmente morreu na Cruz?

Embora a "teoria do desmaio" (que Cristo não morreu na cruz, mas desmaiou e mais tarde reviveu no túmulo) tenha recebido credibilidade em momentos diferentes da história moderna, uma análise cuidadosa da teoria revela suas falhas. Em primeiro lugar, a natureza do espancamento que Jesus recebeu antes de ser pregado na cruz teria sido suficiente para fazê-lo entrar em choque. O chicote de couro trançado --- correias interligadas com bolas de metal e pontas de ossos afiados - usado pelos soldados romanos teria muito provavelmente quebrado e rasgado a pele, penetrando o osso. Jesus estava em uma condição tão crítica que provavelmente sofreu algum tipo de colapso enquanto carregava a Sua cruz ao Calvário - forçando os soldados do governador a pedir que Simão ajudasse Cristo a transportar a sua cruz (Mateus 27:32, Marcos 15:21; Lucas 23: 26). Os soldados romanos eram muito bons no que faziam, e deixar de executar a crucificação devidamente poderia fazer com que perdessem suas próprias vidas. Podemos, portanto, ter certeza de que eles estavam corretos na sua avaliação da morte de Jesus (João 19:33). De fato, um dos soldados "furou o lado com uma lança" (v. 34), a fim de garantir que Cristo tinha realmente morrido.

O último argumento contra a teoria do desmaio baseia-se na resposta dos apóstolos às aparições de Cristo após a Sua ressurreição. Se Ele tivesse apenas desmaiado, e de algum modo reavivado no ar frio do túmulo, ele estaria em condição terrível. Dada a gravidade do espancamento como descrita acima, ele teria necessitado semanas, talvez meses, para se recuperar. Certamente um homem neste estado não teria inspirado os discípulos, assustados e dispersos depois de Jesus ter sido capturado, para pregar sua ressurreição com uma ousadia e coragem que muitas vezes colocaram suas próprias vidas em perigo!

  • O túmulo de Cristo estava realmente vazio?

    O fato de que o túmulo estava realmente vazio é incontestável. O primeiro indicador é a reação das autoridades judaicas quando ouviram dos discípulos que Jesus havia ressuscitado dentre os mortos. Em vez de produzir o corpo, ou talvez organizar uma busca pelo corpo, eles subornaram os soldados que tinham guardado o túmulo (Mateus 28:11-15). Em outras palavras, em vez de refutar as afirmações dos discípulos, eles simplesmente as rejeitaram. Paulo também defende o túmulo vazio em 1 Coríntios 15:6, quando ele menciona a aparência de Jesus para 500 indivíduos, "dos quais vive ainda a maior parte." Já que as testemunhas oculares ainda estavam vivas, teria sido tolo de sua parte fazer tal alegação se não tivesse certeza de sua veracidade.

    Será que Cristo apareceu a mais alguém após a sua morte?

    Há muito testemunho bíblico das aparições independentes de Cristo a mais de 500 indivíduos diferentes após a sua ressurreição. Na realidade, as narrativas sobre a ressurreição listam cerca de 12 aparições diferentes de Cristo, começando com Maria Madalena e terminando com o apóstolo Paulo. Essas aparições não podiam ter sido alucinações, devido à variedade de situações e ao número de pessoas envolvidas - não existe tal coisa como uma "alucinação em grupo". Além disso, essas aparições foram de natureza física e tangível, como evidenciado pelas ações de Cristo (por exemplo, comer com os discípulos e sugerir que eles tocassem sua face e mãos). Seu corpo ressurreto, apesar de imortal, foi sem dúvida um corpo físico.

    As respostas às perguntas acima têm como o objetivo fornecer provas diretas da veracidade histórica da ressurreição de Cristo. Neste ponto, pode ser útil perguntar se há evidências indiretas a favor da sua ressurreição.

  • Read A Ressurreição de Cristo Page 2 Now!



    O que você acha?
    Todos nós pecamos e merecemos o julgamento de Deus. Deus, Pai enviou o Seu único Filho para satisfazer o julgamento por aqueles que creem nEle. Jesus, o Criador e eterno Filho de Deus, viveu uma vida sem pecado e nos ama tanto que morreu pelos nossos pecados, tomando sobre Si o castigo que nós merecemos, foi enterrado, e ressuscitou dos mortos, de acordo com a Bíblia. Se você realmente crê e confia nisso de coração, e escolher receber a Jesus como o seu único Salvador, declarando, "Jesus é o Senhor", você será salvo do julgamento e passará a eternidade com Deus no céu.

    Qual a sua resposta?

    Sim, eu quero seguir Jesus

    Eu já sou um seguidor de Jesus

    Ainda tenho dúvidas





    How can I know God




    When you die, why should God let you into heaven?


    Direito Autoral © 2002-2020 AllAboutJesusChrist.org, Todos os Direitos Reservados